[ editar artigo]

Pitch: como fazer uma apresentação para investidores

Pitch: como fazer uma apresentação para investidores

 

Primeiramente, colocando os pingos nos i’s, um pitch para investidor é bem diferente de um destinado a qualquer outro público. Isso se deve por haver vários elementos necessários que parecem detalhes, mas que são essenciais para convencer a pessoa do outro lado da mesa a investir na sua empresa. Então vamos começar pelo essencial:

 

1 – Postura: Um grande detalhe que muitos não prestam atenção é a postura do indivíduo que está fazendo a apresentação: o olhar, a fala e a movimentação/gesticulação. Caso o pitch seja para vários investidores, olhe sempre para todos e nunca foque em apenas um lugar, assim todos se sentirão “incluídos na conversa” e terão uma conexão com você. Sua fala deve possuir uma entonação que imponha autoridade, a fim de passar domínio sobre o assunto e confiança. Outro aspecto é a movimentação/gesticulação na qual deve deixar uma boa impressão, portanto não fique de braços cruzados, não fique totalmente parado e mova as mãos de vez em quando, isso mostra eloquência e segurança.

2 – Preparação: Todo pitch precisa de uma preparação. Isso não quer dizer que você tenha que decorar toda a sua fala, até mesmo porque, a maioria das pessoas não conseguem fazer isso direito (diferentemente de atores, por exemplo). Caso você não tenha uma memória excelente, não decore, para que no caso de esquecer de uma frase você não trave (ainda mais se for em uma língua não nativa). Uma ótima alternativa é memorizar palavras-chave e complementar com suas próprias palavras na hora, a final, ninguém pode saber mais sobre sua startup do que você.

3 – Material: O pitch deck é o que vai dar o tom para a sua apresentação. Ele deve ser claro, objetivo e mostrar as informações que os investidores estão interessados. Quando transpor dados para um pitch deck que será usado em uma apresentação em um evento é preciso entender quais os dados que valem a pena aparecer. Tenha cuidado em colocar dados demais, pois se você colocar em demasia ninguém vai lembrá-los e, de menos, sua apresentação ficará simplória. Outro ponto importante, é que menos é mais, pois quanto mais elementos gráficos maior a chance de ficar confuso. É importante notar que uma coisa é ler algo no seu computador e outra em um projetor. Portanto, deixe todas as informações visíveis, aproveite o espaço da apresentação para deixá-las do tamanho certo.

Por último, não coloque muitas informações nos slides, porque a principal fonte de informações é o apresentador (você). Faça tópicos e não texto, coloque mais imagens e gráficos explicativos de para trazer mais dinamismo (todos vão ter preguiça de olhar uma apresentação com texto puro e comprido). Porque ninguém deveria prestar mais atenção no seu material do que em você.

Com esses 3 elementos bem desenvolvidos, a apresentação terá muito mais impacto e a bola estará do outro lado do campo (investidores). Fique atendo a comunidade da HAG.Community para ler o próximo post que trata sobre quais os conteúdos presentes em um pitch deck e como desenvolvê-los.

 

 

HAG.Community
Pedro Romagnoli Gusso
Pedro Romagnoli Gusso Seguir

"Real sign of intelligence isn't knowledge, it's imagination" - Albert Einstein

Ler matéria completa
Indicados para você